ArabicBengaliChinese (Simplified)EnglishFrenchHindiPortugueseRussianSpanishUrdu

Encontro virtual: O negro e a abordagem modernista com Renata Felinto no MAM-SP

Em homenagem aos 100 anos da Semana de Arte Moderna de 1922, muitas instituições têm apresentado cursos, oficinas e palestras sobre a temática, na programação anual. E é desta forma, que o Museu de Arte Moderna de São Paulo apresenta o encontro virtual “o questionamento da abordagem modernista de ‘negro-tema’ em oposição ao ‘negro-vida’”, com Renata Felinto.

Neste encontro, a artista visual, professora e pesquisadora Renata Felinto, partindo da pesquisa de Alberto Guerreiro Ramos, “que considera que o racismo é uma “patologia social” que acomete a branquitude, relaciona esse ponto de vista à produção do pintor Wilson Tibério”. O artista que investiga e registra a vida das pessoas de seu grupo étnico-racial, com um olhar livre dos estereótipos cunhados pelo colonialismo.

O evento acontecerá no dia 23 de junho, ás 16hs, através de videochamada pela plataforma zoom. Acontecendo de forma gratuita e com vagas limitadas, torna-se necessário realizar uma inscrição através do site do próprio Museu. Para professores, educadores e estudantes, com inscrições prévias, sendo 50% das vagas destinadas à rede pública de ensino. Além disso, o encontro contará com intérpretes de Libras.

Sobre a pesquisadora o Museu disponibiliza a seguinte Biografia: 

Renata Aparecida Felinto dos Santos (São Paulo, 1978) vive no Crato (Ceará). Doutora e Mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da UNESP e especialista em Curadoria e Educação em Museus de Arte pelo Museu de Arte Contemporânea da USP. Artista visual e professora adjunta da Universidade Regional do Cariri/CE e líder do Grupo de Pesquisa NZINGA – Novos Ziriguiduns (Inter)Nacionais Gerados na Arte. Trabalhou na Pinacoteca do Estado de São Paulo, Instituto Itaú Cultural, Centro Cultural São Paulo, SESC, SESI / FIESP. Coordenou o Núcleo de Educação do Museu Afro Brasil. Curadora da 15ª Bienal Naïfs do Brasil do SESC Piracicaba juntamente com Ana Avelar. Curadora Educativa da 15ª Bienal Naïfs do Brasil do SESC Piracicaba juntamente com Maria Macêdo.

Leia também: MAM -SP disponibiliza catálogos da série “Panorama da Arte Brasileira” para download

Renata Rodrigues

Read Previous

Verdade e Memória: Análise da construção do passado em 1984 de George Orwell

Read Next

“MIS-Museu Da Imagem E Do Som Estágio Em Comunicação”

Deixe uma resposta