ArabicBengaliChinese (Simplified)EnglishFrenchHindiPortugueseRussianSpanishUrdu

Conheça os parangolés de Oiticica

Os parangolés de Oiticica são um conjunto de obras criado por Hélio Oiticica, onde o próprio espectador se torna parte da obra. Algo tão imersivo não poderia ficar de fora do Click Museus, não é?

Então conheça um pouco mais sobre os parangolés e sua influência na história.

Quem foi Hélio Oiticica e suas influências

Ele foi um dos principais artistas plásticos brasileiro, onde ele é considerado um artista expansivo, que levou a essência e a noção de artes para além dos limites, mostrando aos seus espectadores o verdadeiro sentido da arte.

Assim, além de artista performático, ele também foi escultor, pintor e artista plástico brasileiro, nascido no Rio de Janeiro, e sua influência teve impacto na arte conceitual, contemporânea e moderna. 

O que são os Parangolés e qual o seu significado

Oiticica iniciou suas pesquisas nos parangolés em 1964, e nos experimentos iniciais ele apresentava tendas, bandeiras e estandartes, a capa era usada como uma espécie de vestimenta 

Os parangolés foram estruturas feitas com tecido que envolviam o corpo de uma pessoa, onde o real sentido dessa apresentação estaria na dança e no envolvimento do corpo com as cores do tecido.

Em um de seus relatos ele afirmou que o interesse dele pela arte, ritmo e dança veio por uma necessidade de desintelectualização, ou seja, ele ansiava pela necessidade de ter livre expressão. Por isso, para ele o Parangolé se tornou um meio de expressão artística.

Hélio, passou a ser influência no design, nas artes gráficas e também na moda, onde passou a ser produzidos vestidos longos e projetos gráficos ricos em cores, inspirados em suas obras.

Conclusão

De fato esta é uma das maiores marcas artísticas do momento, sendo então reconhecida até mesmo pela mídia em geral. Mas e aí, o que você achou do conceito? Estamos no aguardo das suas avaliações aqui nos comentários, ok?

Espero que tenham gostado, abraço e até mais!

Foto de Capa: Hélio Oiticica, Parangolé P4 Capa 1, acrílico sobre tela, tecido, nylon, corda e plástico, 93 x 160 x 10 cm ( Coleção MAM Rio )

Click Museus

Read Previous

Quem foi a Escritora Cora Coralina?

Read Next

Museu da Pessoa e BNDES realizam Seminário Internacional Futuro da Memória

One Comment

  • o ato de vestir um parangolé, era um renascer estético.

Deixe uma resposta