ArabicBengaliChinese (Simplified)EnglishFrenchHindiPortugueseRussianSpanishUrdu

Adriana Varejão e suas obras

Adriana Varejão é um dos mais importantes nomes da nossa arte, e através de sua dedicação no trabalho como artista plástica contemporânea, cada vez mais ela vem agregando à sua fama, tanto no meio nacional como internacional.

Então nós do Click Museus não poderíamos deixar de falar um pouco sobre esta artista e toda a sua história.

Vamos conferir?

Adriana Varejão e sua carreira

Nascida na cidade do Rio de Janeiro, no dia 11 de novembro de 1964, mas passou sua infância na cidade de Brasília, e em 1951 iniciou o curso de engenharia na Pontifícia Universidade do Rio de Janeiro. 

Entretanto, sua carreira artística começou depois de 1983 onde resolveu estudar cursos livres da Escola das Artes Visuais no Rio de Janeiro, logo ela decidiu alugar um ateliê juntamente com seus colegas de estudos.

Adriana Varejão entrou em contato com a arte primeiramente em Nova Iorque ao conhecer a pintura do alemão Anselm Kiefer e do americano Philip Guston. Após ter se identificado no mundo artístico em 1986 ela recebe o prêmio de aquisição do 9 Salão Nacional de Artes Plásticas.

Quais foram as suas obras?

Suas obras estão ligadas como um símbolo da história cultural brasileira, e ela é considerada uma das artistas contemporâneas mais relevante no Brasil, abaixo citarei algumas de suas obras:

  • 1987 – Abóbada, Altar I, Atlas, Ícone, Natividade;
  • 2000 – Azulejaria Verde em Carne Viva, Azulejões, Parede com Incisões a la Fontana;
  • 2004 –  Celacanto Provoca Maremoto, Mapa de lopo Homem II, The Mystic;

Assim, a semelhanças entre todas as suas obras era a pintura a óleo. Sendo a maioria delas feitas então sobre tela em: azulejos, madeira, acrílica, poliuretano em suporte de alumínio, gesso, porcelana, linha de sutura.

Conclusão

Além de narrar a cultura brasileira em tela, Adriana Varejão também realiza diversas críticas através de suas obras. Conte nos comentários o que achou de conhecer um pouco sobre essa artista plástica. Espero que tenham gostado e até mais!

Até a próxima!

Foto de capa: diario de pernanbuco

Click Museus

Read Previous

MASP convida para concertos da OSESP online e gratuito

Read Next

Conheça o Museu de Imagens do Inconsciente

One Comment

  • Gosto muito da obra de Adriana Varejão.

Deixe uma resposta