Professora desenvolveu o “Mapa da Paragrafação”

Os professores estão sempre em busca de formas de transformar a experiência dos alunos em sala de aula. Assim, o aprendizado pode se tornar mais divertido e atraente para os olhos impacientes das novas gerações. Principalmente em um cenário pandêmico, no qual o ambiente virtual se tornou também a sala de aula, os docentes precisaram reinventar a maneira não só de passar os conteúdos, mas também de se relacionarem com os alunos. Pensando nisso, Andrea Borges, professora de Língua Portuguesa da Educação Básica pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo desenvolveu o Mapa da Paragrafação.

O Mapa da Paragrafação e o Plano de Aula Gamificado

Em 2020, ela conta que participou de um curso sobre gamificação, ou seja, transformar o ensino em uma espécie de jogo. O objetivo era incentivar um maior engajamento dos alunos com as aulas a partir de algo com se se identificassem mais. Assim, Andrea conseguiu desenvolver o Plano de Aula Gamificado que funcionava como uma trilha de desafios que os alunos percorriam.

Ela elaborou essa ferramenta através do Google Formulários e do Apresentações e assim surgiu o Mapa da Paragrafação. Sobre a elaboração do Plano, Andrea afirmou: “O projeto trouxe desafios como a escolha do tema ligado às habilidades e competências, organização do formato das atividades com os respectivos avatares, textos introdutórios e explicativos, imagens e gráficos, todas as questões com feedbacks (devolutivas) e, o mais importante, as senhas que foram devidamente colocadas como questão com enunciado explicativo e orientador no final de cada fase e no início da fase seguinte.”.

A estrutura segue a mesma lógica de um jogo de tabuleiro no qual os alunos vão cumprindo desafios e passando de fase. Cada uma das fases, então, aborda uma característica de parágrafos. Para acessar o Mapa da Paragrafação, é só clicar neste link e clicar no sol referente a cada uma das fases.

Read Previous

Acessibilidade em museus: dicas para sua próxima visita

Read Next

Breve história da cidade de Santos

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *