Mirante retrátil nova atração turística de SP

O prédio do Mirante dos Vales, ao pé do Viaduto do Chá, terá dois mirantes retráteis, fazendo com que você pareça flutuar na paisagem.

De antemão a estrutura de vidro fará parte de uma nova opção de lazer , em outras palavras , Sampa Sky. Todavia as obras do empreendimento serão concluídas na segunda quinzena de abril.

O empreendimento ocupa 42 andares, com área total de 700 metros, ou seja, a face voltada para o Anhangabaú quanto a face da zona leste .

Ao mesmo tempo que o projeto Sampa Sky é liderado por Alessandro Martinelli, nesse meio tempo espera-se que mais parceiros se interessem ao projeto.

Atualmente a ideia é que a entrada para o mirante seja paga, mas haverá também um café no local, que pode ser acessado gratuitamente.

De acordo com as informações , durante a pandemia do Covid-19, a capacidade estimada do Sampa Sky é inferior a 50 pessoas.

Enfim, o mirante foi inspirado no Chicago Sky Deck, um dos tours mais polêmicos das cidades americanas pois está localizado no 130º andar da Willis Tower, que é o terceiro edifício mais alto da América do Norte.

Foto de divugação

Portanto possui a estrutura acima, com vidros em todos os lados, dando a sensação de flutuar sobre a cidade.

Mirante do Vale

O edifício Mirante do Vale foi concluído em 1966 com o nome oficial de Palácio Wzarzur, sendo um dos primeiros edifícios do mundo totalmente construído em betão armado com altura superior a 100 metros.

Este trabalho levou cerca de cinco anos para ser concluído. Consumiu 20.000 metros cúbicos de concreto e 5.000 toneladas de ferro.

O edifício Mirante do Vale tem 171 metros de altura, 51 andares e mais de 1.000 salas comerciais.

É possivel visualizar outros pontos turiticos da Cidade.

Foto de Divulgação: Skydeck – Foto divulgação – @erikmarthaler

Juliana Rangel

Read Previous

ETECs tem inscrições para cursos técnicos Gratuitos sem Vestibulinho

Read Next

Exposição ‘Modelar no Tempo’ de Iberê Camargo

Deixe uma resposta