ArabicBengaliChinese (Simplified)EnglishFrenchHindiPortugueseRussianSpanishUrdu

Maravilhas arquitetônicas do mundo

A arquitetura, além de ter um caráter utilitário, é também parte da paisagem na qual vivemos. Então, ela conta histórias, mas também se torna plano de fundo de outras. Dessa forma, numa tentativa de criar novas narrativas que acompanhem as transformações da sociedade, o design e a arquitetura começaram a se mesclar. Assim, “maravilhas arquitetônicas” começaram a aparecer por todo o mundo, muitas vezes com um quê de exotismo e inovação tecnológica, e escolhi algumas para te mostrar. Dá uma olhada!

Cybertecture Egg

A construção se localiza em Mumbai, na Índia. Assim, o projeto é da empresa James Law Cybertecture International e conta com treze andares que misturam espaços comerciais e residenciais. Então, foi a primeira construção em formato de ovo e tinha como objetivo marcar a mudança para o século XXI com algo que fosse surpreendente.

Teatro Nacional de Pequim

O prédio do Teatro Nacional de Pequim, na China, é casa de um centro cultural e de uma Casa de Ópera. O projeto, de 2007, é do arquiteto francês Paul Andreu. A estrutura consiste de uma cúpula elipsoide feita de titânio e vidro, com capacidade de até 5.452 pessoas que se dividem em três salas.

Casas Cúbicas

As casas se localizam em Roterdã, na Holanda. A construção, do arquiteto Piet Blom, data da década de 70. A ideia, portanto, era criar um bosque abstrato que utilizasse as casas como árvores emaranhadas. Assim, são 38 casas ao todo, com uma inclinação de 45°. Internamente, são divididas em níveis com acesso por escadas estreitas.

Henderson Waves

Por fim, a última das “maravilhas arquitetônicas” que escolhi é a ponte mais alta para pedestres do mundo. Localiza-se em Singapura e tem o objetivo de ligar dois parques, o Parque Mount Faber e o Parque Telok Blangah Hill. Para isso, foi construída uma estrutura em aço retorcido, dando um aspecto de ondulação. Com 274 metros de comprimento, a ponte conta, também, com áreas de descanso ao longo da sua extensão para os pedestres. À noite, é iluminada por luzes LED que garantem um novo aspecto à construção.

Foto de Capa: Jornal do vidro

Nicole Castilho

Read Previous

A múmia mais antiga do mundo?

Read Next

Oficina: Práticas em Mediação Expositiva

Deixe uma resposta