Curso online e gratuito: Dramaturgia e Revolução no Modernismo Paulista – Mário de Andrade e Oswald de Andrade

O Serviço de Cultura e Extensão Universitária da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas – Universidade de São Paulo, FFLCH, oferece curso online e gratuito para apresentar algumas questões em torno da dramaturgia produzida pelo modernismo paulista e suas relações com o assunto da revolução social, a partir da leitura, análise e discussão de duas peças: O homem e o cavalo (1934), de Oswald de Andrade, e Café (1943), de Mário de Andrade.


Para tanto, os problemas serão apresentados a partir de dois pontos de partida:

1) algumas realizações do teatro em São Paulo entre os anos 1920 e 1930, que incorporam o assunto da luta política (A bandeira proletária, de Mário Spagnolo, e Deus lhe pague, de Joracy Camargo), e os problemas relacionados à inadequação desse assunto à forma dramática;

2) as questões em torno da passagem dos autores modernistas do chamado “projeto estético” ao “projeto ideológico” (João Luiz Lafetá) ao longo da década de 1930, quando da “consciência trágica do subdesenvolvimento” (Antonio Candido).
Partindo desses pressupostos, pretende-se analisar os textos teatrais de O homem e o cavalo e de Café, focalizando seus aspectos formais (composição, técnicas e assunto) e o assunto da revolução social, estabelecendo relações com a história teatral brasileira, particularmente com o desenvolvimento do modernismo brasileiro.

O curso será realizado integralmente via Google Meet, a partir de exposições e discussões, com carga horária de 12 horas. As vagas são limitadas, o máximo é 70 pessoas. O curso será realizado entre 13/04/2021 a 22/04/2021.

Local: Curso à distância. Após a inscrição, as instruções serão enviadas por e-mail aos alunos matriculados pelo ministrante.

Período de Inscrição31/03/2021 (09:00) a 01/04/2021 (23:59).

► Inscrição On-line pelo Sistema ApoloLink: https://uspdigital.usp.br/apolo/inscricaoPublicaFormCursosOferecidosListar?oriins=W

Sabrina Nunes

Read Previous

ONG tem vaga para Pesquisadora (exclusiva para mulheres negras)

Read Next

MASP CONTRATA ESTÁGIO EM ENGENHARIA

Deixe uma resposta