ArabicBengaliChinese (Simplified)EnglishFrenchHindiPortugueseRussianSpanishUrdu

A arte em ensaios do escritor Julian Barnes

Julian Barnes é um dos principais autores ingleses do final do século XX. É formado em Línguas Modernas e atuou como lexicógrafo do Dicionário Oxford durante alguns anos. Além disso, foi crítico de arte e televisão em jornais. Chegou a escrever ficções criminais com o pseudônimo de Dan Kavanagh durante a década de 80 e ganhou o Prêmio “Man Booker” com o livro O Sentido de um Fim (The Sense of na Ending), em 2011.

Em 2017, Barnes transformou o contato próximo que teve com a arte ao longo de sua carreira em um livro. “Mantendo um olho aberto: Ensaios sobre a Arte” visita diversos artistas, suas obras e seus contextos. Sendo assim, com uma escrita ácida, o escritor consegue desenvolver narrativas e fazer com que o leitor se imagine dentro delas.

“Mantendo um olho aberto: Ensaios sobre a Arte”

Para o escritor, “a pintura não se limita a capturar a emoção da vida, podendo ser ela própria emoção”. Sendo assim, a própria ação de tentar explicar e explorar uma obra de arte já poderia ser considerada uma arte em si. Os ensaios de Julian Barnes, assim, mesclam o que se pode ver com o que se pode imaginar.

O livro começa com “A Balsa da Medusa”, de Géricault: qual é a história por trás do quadro? Por que ele foi feito pelo artista daquela determinada maneira? Quais as diferenças entre a história real e a história construída? São perguntas que Barnes vai costurando ao longo do capítulo.

A Balsa da Medusa – Wikipédia, a enciclopédia livre
“A balsa da Medusa”, de Géricault.

É importante pontuar que o intuito do escritor não é propor uma análise técnica das obras. Em contrapartida, ele busca algo mais subjetivo. O que nos faz ficar mais tempo diante de uma obra em um museu do que de outra? Qual será que era a intenção do artista quando a fez? Essa intenção muda algo em como ela é percebida por nós hoje?

Para mim, “Mantendo um olho aberto” deixou mais perguntas do que respostas. No entanto, foi uma leitura instigante, gostosa e que me fez querer re-explorar minhas idas aos museus. Então, fica a dica 🙂

Informações

  • Título: Mantendo um olho aberto – Ensaios sobre a Arte
  • Autor: Julian Barnes       
  • Tradutor: Pedro Süssekind
  • Editora: Anfiteatro, selo da Editora Rocco
  • Ano: 2017
  • Paginas: 276

Nicole Castilho

Read Previous

O que é patrimônio imaterial?

Read Next

Museu da Imigração vaga Analista em Museologia Sênior

Deixe uma resposta