5 razões para visitar a Serra da Capivara

Nos últimos anos, o turismo na Serra da Capivara tem crescido exponencialmente. Considerado um dos sítios arqueológicos mais importantes do país, o Parque Nacional que abrange essa área ocupa quatro municípios do Piauí. Além disso, é também o maior e mais antigo sítio pré-histórico de todo o continente americano já identificado. Tudo isso fez com que ele se tornasse Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO! Sendo assim, selecionados cinco razões para você conhecer a Serra da Capivara nas suas próximas férias:

  1. Lá temos a maior quantidade de pinturas rupestres por área de todo o mundo e boa parte delas datam de 50 mil anos trás. Um dos pontos mais interessantes é a “Toca da Entrada do Pajaú”, que reúne dezenas de pinturas que retratam o cotidiano dos povos que viveram na região. Outra dica é a “Toca da Entrada do Baixão da Vaca”, que tem cerca de 100 metros de comprimento e 749 pinturas rupestres.
  2. Mas nem só de pinturas vive o parque! A beleza natural é exuberante e de encher os olhos e o coração. É possível visitar a “Toca do Inferno” e o “Baixão das Andorinhas”, por exemplo. Esse último, aliás, dá vista para um cânion e, se você der sorte, para uma revoada de andorinhas de tirar o fôlego. Além desses, temos também a Pedra Furada, a Toca do Pedro Rodrigues e a vegetação rica de cactos de todos os tipos e tamanhos.
  3. Depois de caminhar pelo parque e admirar todos os espaços, que tal admirar o trabalho local? No povoado Barreirinho é possível visitar a Fábrica de Cerâmica da Serra da Capivara. É uma ótima maneira de conhecer mais sobre a cultura do povo que vive do barro da região há tanto tempo. As estampas das peças, inclusive, são inspiradas nas pinturas rupestres e cada peça é fruto do trabalho de mais de 90 pessoas.
  4. Se você gosta de animais, a Serra da Capivara também é o seu lugar! O museu do Parque abriga mais de trinta espécies de fósseis de animais gigantes, como bichos-preguiça de cinco toneladas, por exemplo!
  5. Nesse mesmo museu está em exposição também artefatos encontrados no sítio arqueológico. Dentre as peças do acervo, temos machadinhas de pedra polida de 9.200 anos atrás, cerâmicas com mais de 8 mil anos e muitos outros vestígios. Vale a pena a visita!

Dicas de como chegar na Serra da Capivara

Caso você tenha se animado de planejar a próxima viagem para a Serra da Capivara, aqui vão algumas dicas. A melhor época para visitar é de maio a outubro, apesar de o Parque ficar aberto a visitação durante todo o ano. Isso se dá devido à seca desse período que permite que aproveite mais os circuitos. Nesses meses, as temperaturas chegam aos 30º, mas as noites são mais frescas. Não esquece de colocar o protetor solar na mala, viu? Ah, o Parque Nacional da Serra da Capivara tem estradas de terra, mas conta também com passarelas e boa sinalização para os visitantes.

Para chegar lá, a melhor opção é ir até Teresina, ou Petrolina e, então, de lá partir para São Raimundo Nonato. Este é o município que faz divisa com a Serra da Capivara que tem a melhor infraestrutura para receber visitantes. Além disso, também é legal contratar um guia para que você consiga aproveitar ao máximo tudo o que o Parque tem a oferecer!

Read Previous

Estágio em Curadoria – MASP

Read Next

Estágio Biblioteconomia – Porto Alegre

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.