Museus e equipamentos de culturais terão novas restrições

O governo de São Paulo retornou todo a fase vermelha, com as mais restrições à zona de quarentena. A medida entrará em vigor na primeira hora deste sábado (6) e deve prosseguir até 19 de março. O anúncio foi feito pelo governador João Doria (PSDB) nesta quarta-feira (3).

Mapa da reclassificação do Plano SP atualizada nesta quarta (3) — Foto: Reprodução/Governo de SP

“Estamos, em São Paulo e no Brasil, à beira de um colapso. [A situação] exige medidas coletivas e urgentes […]. Por este motivo, nós estamos atendendo à recomendação do Centro de Contingência e reclassificando todo o estado de SP para a fase vermelha a partir da 0h de sábado”, disse Doria.

A fase vermelha permite atendimento apenas de setores como: saúde, transporte, imprensa, padarias, mercados, farmácias e postos de gasolina, além de atividades escolares e religiosas, que foram incluídas na lista de serviços básicos por decreto estadual, não sendo permitido a abertura de restaurantes, bares, shoppings, museus e shows.

Juliana Rangel

Read Previous

Tomo Koizumi na Fundação Iberê Camargo

Read Next

Cultura popular brasileira é retratada em tecidos na mão do artista mineiro

Deixe uma resposta