Nova sede do Museu do Pontal,  indicada ao prestigioso Prêmio Mies Crown Hall Americas

A nova sede do Museu do Pontal, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, projetada pelo escritório mineiro Arquitetos Associados, foi indicada ao prestigioso Prêmio Mies Crown Hall Americas (MCHAP) 2022, promovido pelo IllinoisInstituteofTechnology, em Chicago. Inaugurado em outubro de 2021, o Museu já recebeu a visita de 17 mil pessoas.

Criado em 2012, o prêmio é bienal, e reconhece a excelência de obras de arquitetura construídas nas Américas. São fatores importantes para a indicação ao prêmio o impacto da construção no meio físico e nas comunidades, esua capacidade de melhorar os lugares onde vivemos.

Os diretores do Museu do Pontal, Lucas Van de Beuque e AngelaMascelani, afirmam que “ser indicado é um reconhecimento de esforço de muitos para fazer da nova sede do Museu do Pontal não só uma referência internacional no campo dos museus de arte, mas principalmente local, buscando ser uma praça democrática aberta a todas as pessoas e com fortes preocupações relativas à sustentabilidade ambiental”.

Já receberam o Prêmio MiesCrown Hall Americas (MCHAP) na categoria principal as seguintes construções: Edificio E, Universidad de Piura, no Peru, do escritório Barclay & Crousse Architecture (2018); Grace Farms, em New Canaan, Connecticut, EUA (2016); e 1111 Lincoln Road, em Miami Beach, Flórida, EUA, do escritório Herzog & de Meuron (2014).

MUSEU DO PONTAL – REFERÊNCIA EM ARTE POPULAR BRASILEIRA

Criado em 1976, com quase dez mil obras, de 300 artistas, o Museu do Pontal é referência em arte popular brasileira, com o maior acervo do gênero,e de relevância reconhecida pela Unesco. Após funcionar por mais de três décadas em um antigo casarão localizado no Recreio dos Bandeirantes, em meio a uma geografia notável e uma exuberante paisagem natural, desde 2010, o Museu sofria com inundações recorrentes em função da construção em seus arredores de um grande condomínio vertical para os Jogos Olímpicos do Rio.

As obras urbanísticas modificaram a paisagem natural e aterraram o delicado sistema de canais de drenagem da região, elevando o nível do novo sistema viário e das construções vizinhas a 1,5 metro acima do nível do Museu. Após anos lutando para proteger seu precioso acervo do risco iminente, o Museu do Pontal obteve da Prefeitura a cessão de um novo terreno na Barra da Tijuca, e parte dos recursos para a construção de uma nova sede, cujo projeto foi confiado ao escritório mineiro Arquitetos Associados.

A nova sede do Museu do Pontal, mais perto do Centro do Rio 20 quilômetros em relação à sede histórica, tem 2.600 metros quadrados de área construída. O edifício foi projetado dentro do conceito de sustentabilidade, e está assentado sobre um terreno de 14 mil metros quadrados, consolidado e livre de inundações, dando segurança ao raro e singular acervo do Museu do Pontal.

Fonte e Texto: CWeA Comunicação

Read Previous

Pinacoteca SP exibe exposição do Artista Ayrson Heráclito

Read Next

Masterclass Virtual com a escritora Silvia Federici – Grátis

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.