ArabicBengaliChinese (Simplified)EnglishFrenchHindiPortugueseRussianSpanishUrdu

IPHAN disponibiliza documentários sobre patrimônio cultural

Documentário: A Invenção do Sertão 

Sinopse: A Invenção do Sertão vasculha o imaginário dos artesãos populares Françuir e Maurício, residentes na região do Cariri cearense, que por meio de suas criações em flandres e de suas vidas expressam a relação do homem com a cultura do lugar, o cotidiano, a religiosidade, o trabalho, o lazer e os pensamentos dos dois artistas.

Documentário: Benzedeiras de Minas

Sinopse: Por meio de depoimentos, três reconhecidas benzedeiras católicas do Estado de Minas Gerais dão uma visão de sua história e suas práticas, expondo e revelando uma tradição de medicina popular cuja existência e eficácia tende a desaparecer no processo de urbanização e desenraizamento de valores culturais e religiosos tradicionais.

Documentário: Caboclos da Liberdade

Sinopse: O documentário tem como tema a manifestação popular “Caboclos Guaranis”, na Ilha de Itaparica, Recôncavo Baiano. Qualificados como “grupo de índios”, “Os Guaranis” comemoram os festejos do Sete de Janeiro, data em que se celebra a expulsão dos portugueses da Ilha, trazendo para Itaparica tradições de outras localidades do Recôncavo e as adaptando ao contexto ideológico dessa festa.

Documentário: Calangos e Calangueiros

Sinopse: Ao retratar uma de nossas mais ricas e negligenciadas tradições artísticas – o calango, verso e canto de desafio do sudeste brasileiro –, o filme caminha pelo vale do rio Paraíba do Sul com o mestre Alcides Isaú em busca do paradeiro do calango e dos calangueiros e revela essa tradição poética e musical da roça brasileira, contando com a participação de mais de 60 calangueiros de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

Documentário: O Barco do Mestre 

Documentário: Quebradeiras de coco de babaçu

Sinopse: Documentário que focaliza as tradições seculares, as estratégias de sobrevivência e a rica cultura das quebradeiras de coco de babaçu da região do Bico do Papagaio, onde os Estados do Maranhão, Tocantins e Pará se encontram. O filme não contém diálogos ou depoimentos, apenas a rotina de trabalho das quebradeiras, danças e cantos locais.

Documentário: Folia no morro

Sinopse: O filme acompanha a Folia de Reis no Morro de Santa Marta, bairro de Botafogo, ao longo de 13 anos (de 1995 a 2008), mostrando as suas variações e a permanência do seu imaginário. Investigação essencialmente audiovisual e sensorial sobre o arquétipo da Folia e a sua função na comunidade de uma favela do Rio de Janeiro, transforma o espectador num participante da Folia. Através da montagem cinematográfica e do ritmo coreográfico da linguagem, recria a experiência do Sagrado, conduzida pelo Mestre José Diniz. Destaque para a atuação do grande palhaço Ronaldo Silva, artista dramático popular.

Fonte: Iphan

Juliana Rangel

Read Previous

Exposição d’OSGEMEOS

Read Next

Museu Casa Mário de Andrade oferece curso sobre Educação Digital no Mundo Pós-Pandemia

2 Comments

Deixe uma resposta