Sem autenticidade suposta obra de Van Gogh é leiloada por 550 mil euros

Uma hipotética pintura de Vincent Van Gogh foi leiloada em Hamburgo nesta terça-feira (09/01) por 550 mil euros. A Dechow, casa de leilões que promove o desenvolvimento de negócios, não revelou o nome do comprador da obra Wijk Mill.

Este leiloeiro, que na verdade se especializou em leilões de produtos industriais, apresentou as pinturas como possíveis obras jovens de pintores holandeses. Van Gogh copiaria a cópia de Wijk Mill bij Duurstede pintada por seu compatriota Jacob van Ruisdael por volta de 1760. “

O Museu Van Gogh em Amsterdã disse: “O museu verificou a pintura, mas acha que não é obra de Van Gogh”. A principal instituição que avalia a autenticidade dessa pintura, o Museu Van Gogh em Amsterdã, respondeu a uma pergunta da agência de notícias alemã DPA.

Museu Van Gogh, de Amsterdã disse não acreditar que a obra “The Wijk Mill” seja do pintor

Antes do leilão, a casa de leilões emitiu cinco pareceres, dizendo que não havia evidências forjadas, incluindo análises químicas, especialistas em arte e pesquisas com a ajuda de inteligência artificial.

Segundo relatos, a pintura foi comprada por um comerciante de Leipzig em Paris em 1904. A pintura foi herdada por sua neta, que a vendeu para um comprador particular em 1994.

Um detalhe estranho é que a pintura traz a assinatura “Van Gogh”, mas o mestre holandês sempre a assina com “Vincent”. Algumas pessoas pensam que os falsificadores provavelmente não serão negligentes. Na opinião de alguns especialistas, a letra deve corresponder à letra do “verdadeiro Van Gogh”.

Foto e fonte: dw.com

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sair da versão mobile